quarta-feira, outubro 20, 2021
Follow Us
Ecos da Semana da Leitura

A Semana da Leitura movimentou o Agrupamento de escolas António Feijó, com a realização de múltiplas atividades. De uma forma sucinta, cada um dos estabelecimentos levou a cabo as seguintes atividades:

EB Trovela

Sob o mote Ler com os Olhos do Coração, a Semana da Leitura 2021 no agrupamento de escolas António Feijó foi, toda ela, uma bela e merecida homenagem a Matilde Rosa Araújo, que, qual fada da beleza, seduziu alunos, professores, e comunidade educativa em geral, com a sensibilidade (e magia, como muitos referiram) da sua escrita.

Na EB de Trovela, o trabalho realizado ao longo deste trimestre em torno da obra de Matilde culminou com a personalização do tradicional painel que nos acolhe à entrada da escola, anunciando o palpitar da poesia que, um pouco por toda a escola, se manifesta, revelando o poder e os efeitos da escrita criadora.

Um registo que revela uma clara apropriação da obra de Matilde Rosa Araújo, onde não faltam os elementos mais emblemáticos da sua escrita: o verde e a infância.

A EB de Trovela e a EB da Feitosa, num espírito de partilha de boas práticas, integraram ainda a Mesa-Redonda O Projeto Educativo na Prática, no âmbito das III Jornadas Pedagógicas António Feijó. O testemunho partilhado, profusamente ilustrado com múltiplos exemplos de trabalhos realizados contribuirá, certamente, para a consolidação da (nova) abordagem à Educação Literária apresentada.

 

EB Feitosa

semana da leitura  na EB da Feitosa começou a ser preparada bem cedo, logo no início do trimestre, como quem planeia, com prazer, uma grande festa de aniversário: o centenário de nascimento de Matilde Rosa Araújo. Foi assim que as crianças desta escola descobriram Matilde e se deixaram seduzir pela magia da sua escrita.

A obra de Matilde Rosa Araújo foi a base de todo o trabalho desenvolvido no domínio da Educação Literária, ao longo do trimestre. Partindo dos fundamentos do Programa de Leitura Fundamentado na Literatura (metodologia que privilegiamos e que tem dado corpo a algumas das nossas ACD), alunos e professores envolveram-se ativa e entusiasticamente no estudo de um vasto conjunto de textos da autora que homenageamos. Os trabalhos que, ao longo desta semana, encheram de cor diferentes espaços da EB da Feitosa, são prova da gratificação que todos sentiram ao longo destes meses.

A inesgotabilidade da escrita de Matilde manifestou-se também nos fantásticos livros-objeto que a escola elaborou, em resposta ao desafio lançado pelo PNL2027, no dia Internacional do Livro Infantil.

 

EB Gandra

Na EB de Gandra, a homenagem a Matilde Rosa Araújo materializou-se num conjunto de trabalhos e de atividades que fizeram desta semana uma festa: a festa da leitura!

A obra de Matilde prestou-se, efetivamente, a trabalhos e a momentos muito interessantes, que passaram por um original exercício de imaginar a "infância de Matilde", que assinalou o dia da criança; pela recitação de poesias, pela recriação de "Memórias de Matilde"... 

Uma original "coleção" de marcadores de livro a lembrar este centenário, foi elaborada com base na leitura da obra da autora, comprovando o efeito deste "Ler com os olhos do Coração", mote da nossa semana da leitura 2021

Algumas das nossa escolas contaram com a preciosa colaboração do professor Agostinho, que se associou a esta festa, com um interessante trabalho musical, que permitiu uma experiência de intertextualidade com a belíssima obra de Matilde, O Capuchinho Cinzento. Aqui fica um desses momentos na EB de Gandra.

O trabalho desenvolvido em torno da obra de Matilde tem rasgado muitos sorrisos entre grandes e pequenos leitores. O testemunho da professora Patrícia sintetiza muito bem este efeito:
 
"Estes trabalhos, além de divertidos, contribuíram muito para as aprendizagens dos alunos. Agora já procuram no manual de português, poemas de Matilde Rosa Araújo e já encontraram alguns. Ficam tão felizes!..." 
 
 
EB Ponte de Lima

Pela EB de Ponte de Lima, a poesia de Matilde Rosa Araújo não se conteve dentro da sala de aula, e nem dentro dos muros da escola. A poesia saiu à rua e o Parque da Vila foi o lugar escolhido para ler Poemas ao Jeito de..., uma atividade que, um pouco por todo o agrupamento, agradou MUITO aos nossos alunos. Aqui fica um breve registo de um desses momentos, pela voz dos alunos do 3º ano. 

Os vários espaços da escola que se viram embelezados com trabalhos de escrita criadora, inspirados na obra de Matilde, são, claramente, um dos efeitos de Ler com os olhos do Coração, o mote da nossa Semana da Leitura.

 Uma bela experiência, onde se aliam algumas ferramentas digitais à poesia, resultou neste interessante trabalho POEMAS AO JEITO DE, onde é possível conhecer de modo mais detalhado todo o processo até ao produto final. A cereja no topo do bolo é a poesia dita pela voz das crianças (a tão amada infância de Matilde). (Para aceder ao trabalho, clicar na hiperligação).

Os alunos mais novos também experimentaram esta nova abordagem à Educação Literária e também fizeram experiências de escrita criadora. Partindo da obra Anjos de Pijama, podemos ver abaixo o processo criativo de um acróstico intitulado Felicidade, que, curiosamente, é também um título de um poemas de Matilde, que integra a coletânea As Fadas Verdes.

Um trabalho particularmente curioso é a análise "Semelhanças entre as duas histórias", uma interessante experiência de literatura comparada para pequeninos. O trabalho foi realizado com alunos de 1º ano e teve por base duas das narrativas de Matilde: O Palhaço Verde e História de uma Flor.

À semelhança do que aconteceu noutras escolas, a atividade de mergulhar na obra de Matilde com um banho de títulos, e escrever a partir dos mesmos, agradou imenso, sobretudo aos alunos mais velhos, cujo domínio das competências de escrita lhes permite uma considerável destreza e liberdade neste desafio. Os textos que reproduzimos abaixo, elaborados por alunos do 4º ano, são um claro exemplo do envolvimento dos alunos na atividade.

 
EB Ribeira

Na EB da Ribeira, as tão amadas árvores de Matilde vestiram-se de poesia e foram cenário de leituras solarengas.

As crianças desta escola, de acordo com o testemunho dos professores, "iniciaram a viagem pela obra literária de Matilde Rosa Araújo, descobrindo o fascínio da autora pela natureza e pelos seres “mágicos” nos seus poemas das obras As Fadas Verdes e O Livro da Tila. Os mais pequeninos desenharam e registaram alguns desses seres mágicos, e deram ainda uma continuidade ao Capuchinho Cinzento.

Cada grupo/turma da EB da Ribeira explorou uma obra de Matilde Rosa Araújo, tendo sido realizados diversos registos e textos literários em contexto de sala de aula. Foram expostos alguns desses trabalhos em diferentes espaços da Escola, nomeadamente na árvore do espaço de lazer, onde as crianças tiveram momentos de encontro com os livros ao ar livre."

A escrita criadora também marcou presença neste lugar (ninguém fica indiferente à magia da escrita de Matilde). Partindo da poesia da autora, “A Borboleta”, foi elaborado um texto literário que congregou as ideias de todas as turmas. E como a festa continua, este belo texto vai ainda ser enriquecido com as ilustrações que os alunos estão a realizar. 

Entrar ou Registar-se