quinta-feira, dezembro 09, 2021
Follow Us
Biblioteca à la Carte: ofertas não chegaram para as encomendas

Iniciativa já com alguma tradição na Biblioteca António Feijó, parte integrante do Plano Plurianual de Atividades, a Biblioteca à la Carte regressou EM FORÇA no passado mês de outubro.

Decorrente da temática do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares (MIBE), Contos Tradicionais de todo o Mundo, que se cruzou com os temas de projeto em desenvolvimento no agrupamento, o mês de outubro contou com um conjunto de cinco ofertas, que trouxeram à biblioteca mais de três centenas de alunos do 2º e 3º ciclos, (re)enchendo este espaço de vida, de movimento e de descoberta.

Depois de quase dois anos, em que as atividades presenciais se viram fortemente limitadas pelos constrangimentos decorrentes da situação pandémica que atravessamos, este regresso em força à Biblioteca é revelador da necessidade que a comunidade escolar sente destas dinâmicas de construção de conhecimento, para além da sala de aula, como tão bem preconiza o novo Projeto Educativo do Agrupamento: A minha escola é o mundo.

Nas diferentes sessões, que dinamizamos em formato de oficina, procuramos conjugar educação literária e escrita criativa com literacia da informação e dos media, e ainda com as artes plásticas. O envolvimento dos alunos, que trabalham em equipa, a qualidade dos trabalhos que realizam e a satisfação dos docentes que os acompanham, constituem indicadores quer do agrado em relação à dinâmica, quer da relevância das atividades. 

Ao longo das quinze sessões que levamos a efeito no âmbito das comemorações do MIBE, a tónica foi colocada na revisitação do conto tradicional, explorando perspetivas menos usuais no quotidiano curricular, e cruzando-as com as Janelas para o Mundo, o nosso tema aglutinador de projetos, de que são bons exemplos Capuchinhos Vermelhos pelo Mundo, uma das oficinas mais concorridas, ou Segredos do Capuchinho Vermelho, uma sessão destinada a alunos do 9º ano, onde exploramos a simbologia do conto e refletimos sobre a sua atualidade.
 
O conhecimento e a valorização da diversidade, cada vez mais pertinente tendo em conta o crescente número de alunos de PLNM que recebemos, são aspetos particularmente abordados na oficina Capuchinhos Vermelhos pelo Mundo, em que os alunos são convidados a rechear a cesta da menina do Capuchinho Vermelho com iguarias gastronómicas típicas de diferentes países, e ainda a criar uma pequena conversa, na língua desse país, entre a menina e o lobo.
 
Descobrir que a criação literária pode ser a transformação do banal em extraordinário, como acontece em Vassouras de Poesia, ou a combinação improvável de elementos de textos conhecidos, como acontece em Microcontos Improváveis, tem funcionado como verdadeiro desbloqueador de ideias e de palavras, como o prova a diversidade de textos que os nossos alunos têm produzido ao longo destas sessões, como podemos ver na imagem abaixo, com a Matança do Porco mais improvável de sempre.
 
E depois deste regresso em força, e de tantos pedidos que ficaram em espera, só podemos continuar a dizer: presente! Aqui ficam, pois, as ofertas BALC de novembro.
 
Encontramo-nos na Biblioteca.
Até já!

Entrar ou Registar-se