sexta-feira, setembro 25, 2020
Siga-nos

Biblioteca

Biblioteca

Uma das ofertas da nossa biblioteca escolar que mais procura regista, junto de docentes (e alunos) do 2º e 3º CEB, é a Biblioteca à La Carte. Os responsáveis pela Biblioteca Escolar, pretendendo continuar com o programa de ofertas "À la Carte", colocaram no terreno uma nova modalidade, especialmente vocacionada para Ensino a Distânciad ([email protected]), nesta fase em que os alunos e professores trabalham a partir de suas casas.
No blogue da Biblioteca Escolar, os alunos, e mesmo os mais graúdos, podem encontrar tudo o que é necessário para participarem num divertido e instrutivo passatempo

Clica aqui e entra no mundo da Biblioteca à La Carte [email protected]

Biblioteca

O trabalho incansável das nossas voluntárias da leitura, a Susana Corvas e a Marília Malheiro, continua na modalidade de ensino à distância, tendo-se adaptado (e muito bem!) à atual situação de isolamento social.
As nossas voluntárias, que no presente ano vinham desenvolvendo o seu trabalho na EB de Trovela, continuam a LER para os nossos alunos. A Susana criou uma plataforma digital, onde partilha leituras e propostas de atividades: LEITORES DO FUTURO, um espaço que serve também de "diário da voluntária de leitura".
A colaboração das voluntárias da leitura estende-se agora não apenas aos alunos que acompanhavam, mas também às turmas dos respetivos filhos, e ainda a todos os outros que as queiram acompanhar.
Aproveitando o confinamento, a Susana e a Marília têm passado ainda mais tempo a ler com os seus filhos, experimentando estratégias que depois partilham com os colegas de turma, e com os colegas dos colegas... Um desses momentos teve por base O Maluquinho da Bola, de Luísa Ducla Soares e Pedro Leitão, e aconteceu em casa da Marília e do Duarte. Outro desses (divertidos) momentos aconteceu em casa da Susana e da Juliana, e teve por base O Livro com Fome, de André Machado e Catarina Furtado.
As nossas voluntárias da leitura continuam, deste modo, ligadas aos nossos alunos, aos nossos docentes e às nossas famílias, através dos livros e das maravilhas da leitura...
Há histórias para plantar, para costurar, para dobrar, para abrir de par em par... E ideias é o que não faltam às nossas voluntárias, a quem a biblioteca escolar agradece tão preciosa colaboração.
Se quiserem contactar a Susana ou a Marília, poderão fazê-lo através das suas páginas de facebook ou da biblioteca escolar (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.).
A biblioteca continua convosco.
Até já!

Biblioteca

A Biblioteca Escolar, no seguimento das orientações da Rede de Bibliotecas Escolares para esta fase de isolamento social, e no âmbito dos projetos em curso no agrupamento, continuará o seu serviço de apoio à atividade docente, aos alunos e às famílias.
No caso das BE António Feijó, são implementadas as seguintes ações:
I) a utilização do formulário de contacto criado no âmbito do Gabinete de Aconselhamento de Leituras, para qualquer questão relativa à BE, devendo a informação ser dada, institucionalmente, aos docentes e encarregados de educação.
II) a integração, na página da BE, de conteúdos alusivos aos recursos em linha, direcionados para os diferentes ciclos ou áreas curriculares, e posterior partilha na página do agrupamento;
III) elaboração e disponibilização, na página web da BE, de roteiros de atividades, que privilegiem o livro e a leitura, nas suas diferentes vertentes;
No que ao apoio à família diz respeito, e tendo em conta a tradição de trabalho do agrupamento nesse domínio, desde o dia 18 de março, que têm sido apresentadas, diariamente (em dias letivos), no blogue Educação Literária na Família (https://educacaoliterarianafamilia.blogspot.com/), sugestões de leituras disponíveis on-line, acompanhadas de propostas de atividades para serem realizadas em família (#Fique em casa). A iniciativa tem sido bem acolhida por docentes, sobretudo da EPE e 1º CEB, que fazem chegar as sugestões aos Encarregados de Educação, e também pelas próprias famílias, que têm dado retorno, através do envio de trabalhos, das sugestões apresentadas. A iniciativa tem continuidade no terceiro trimestre, revendo-se, contudo, a periodicidade, que deverá passar a ser de 2 a 3 vezes por semana.
Tendo em consideração que a BE desempenha um papel relevante no que respeita à dinamização de atividades decorrentes do tema aglutinador de projetos (Casas do Mundo, no presente ano letivo), e que tais atividades contribuem significativamente para conferir homogeneidade e identidade ao trabalho do agrupamento, a BE procurará continuar a dinamizar algumas das atividades no âmbito do tema aglutinador de projetos, nomeadamente a BIBLIOTECA À LA CARTE À DISTÂNCIA, podendo os docentes continuar a inscrever-se. Paralelamente, serão ainda mantidos concursos como Histórias da Ajudaris e Autores Revelação António Feijó. Toda as informações e conteúdos relativos à BE serão disponibilizados na sua página web (http://bibliotecaantoniofeijo.blogspot.com/), devendo, todavia, ser divulgados através dos canais institucionais.

Biblioteca

No dia 22 de abril faz 50 anos que esta efeméride foi criada.
Este ano, porque não podemos comemorar a data com as habituais atividades de exterior, uma prática enraizada nas nossas escolas, a biblioteca escolar junta-se às várias iniciativas já em curso no país e no mundo, e propõe um passatempo aos alunos.
Fizemos uma seleção de LIVROS VERDES, onde as grandes protagonistas são as árvores.

A maioria destas obras "mora" nas nossas bibliotecas escolares, e é, portanto, possível que as conheças. Já fizeram parte de algumas atividades e projetos, como a Árvore das Histórias, e uma delas (O Moleiro e as três Árvores) já foi trabalhada em contexto de visita da sua autora, a nossa amiga Conceição Vicente.

O passatempo que propomos não pressupõe, contudo, que conheças os textos. Aliás, terás de "fazer de conta" que nunca viste estes livros. O desafio tem apenas por base as capas e contracapas das obras selecionadas, e põe à prova a tua imaginação.

  • deves vestir-te de "detetive" de capas e contracapas, observar muito bem estes elementos paratextuais, e tomar algumas notas: não te esqueças que tudo conta (título, ilustração, autor, ilustrador, editora, sinopses...).
  • e agora, com os elementos que recolheste, vais tentar estabelecer ligações entre eles de modo a criares, também tu, uma história verde, ou até um Livro Verde. Não tenhas medo de OUSAR. A tua criatividade valorizada.

    - Podes criar uma narrativa, um poema, ou até um dicionário literário (os textos não têm limite de palavras, e, na biblioteca já aprendemos a construir microcontos!).

    Podes também, se te sentires com vontade, construir uma capa e uma contracapa para o teu "livro verde" (não é obrigatório).

  • Envia o teu trabalho diretamente para a biblioteca, para o e-mail profluciabarr[email protected], ou para o teu professor de português (ou professor titular de turma) que o fará chegar até nós, até ao dia 4 de maio. Não te esqueças de te identificar.

    O júri será composto por elementos da equipa docente BE, e terá em conta os seguintes critérios:
    - Presença de elementos de todas as obras;
    - Originalidade;
    - Correção;
    Todos os trabalhos serão divulgados e o melhor receberá um dos livros desta seleção.

Procura aqui os livros...

Biblioteca

Hoje comemoramos mais um dia Internacional do Livro Infantil, uma efeméride que é uma homenagem àquele que é considerado o pai da Literatura Infantil, Hans Christian Andersen, nascido a 2 de abril de 1805, na cidade de Odense, na Dinamarca.

Neste dia, o Gabinete de Aconselhamento de Leituras (GAL) da nossa Biblioteca Escolar, no sentido de fazer dos livros uma presença viva em todos os lares, e da leitura um verdadeiro valor de família, de partilha com todos duas ideias:

1. Não deixem de ler aos vossos filhos, pelo facto de eles já terem aprendido a ler. Na verdade, na maioria das vezes, apenas aprenderam a decifrar, e continuam a precisar de quem os guie e acompanhe na descoberta do prazer de ler.

2. Transformem os momentos de leitura em família em momentos divertidos, onde as conversas e o jogo têm lugar garantido. À medida que a motivação cresce, a curiosidade aumenta, e o conhecimento surgirá naturalmente.

Que a passagem deste Dia Internacional do Livro Infantil, que este ano se comemora em condições excecionais, em casa, constitua uma oportunidade de reflexão sobre a importância de tornarmos os livros uma presença assídua nos nossos lares, e de fazermos da Leitura um verdadeiro Valor de Família.

“A literatura, na qualidade de depositária de conhecimentos que deveriam ser obrigatórios numa sociedade de pessoas livres, críticas e interventivas, não pode ser considerada um luxo cultural dispensável”. (Pedro Cerrillo, 2014)

Sugestões para ajudar a construir memórias felizes em torno dos livros, podem ser acompanhadas em https://educacaoliterarianafamilia.blogspot.com/.

Entrar ou Registar-se