terça-feira, fevereiro 25, 2020
Siga-nos
Dia da Internet Segura

Investigador do CECS (UMinho) ministrou uma palestra na Escola Básica António Feijó, no âmbito do dia Internacional da Internet Segura, intitulada “Ser jovem, hoje! Desafios, problemáticas e consequências na era das redes sociais digitais”, tendo como público-alvo jovens dos e 2º 3º ciclos do ensino básico. O investigador orientou um total de quatro sessões, que decorreram ontem, dia 11 de fevereiro, Dia Internacional da Internet Segura 2020. Esta data tem como objetivo alertar para os vários perigos dos usos da Internet. Em cerca de 170 mil jovens inquiridos num estudo com participantes de 30 países e levado a cabo pela UNICEF, a jovens com idades compreendidas entre os 13 e os 24 anos, um em cada cinco diz já ter faltado à escola devido ao ciberbullying e à violência. Quase 75% dos casos de cyberbullying aconteceram em redes sociais como o Facebook, o Instagram, o Snapchat e o Twitter. Estes são os locais mais frequentes “onde acontece o bullying online”. Mas o cyberbullying é apenas um tipo de ameaça. Existem mais tipos, e todos eles são considerados cibercrimes: crimes contra a confidencialidade, integridade e disponibilidade de dados e sistemas informáticos; crimes relacionados com sistemas informáticos; crimes relacionados com o conteúdo e com práticas de chantagem; crimes praticados contra direitos de autor e direitos conexos; crimes de perseguição digital (ciberstalking); e crimes de incitação ao suicídio e à autoflagelação.
Esta iniciativa decorreu de um convite do grupo 550-Informática, do Agrupamento de Escolas António Feijó, ao investigador do CECS Pedro Rodrigues Costa, que estuda a temática da Internet e das redes sociais digitais.

Entrar ou Registar-se